Visitas On-line

Bem-vindos

Seja bem-vindo ao mais novo blog de sexo da Cidade de Parauapebas-Pará e Fortaleza-CE. Conteúdo diversificado que atende a diversos gostos. Tudo muito prazeroso.

Os conteúdos multimídia disponíveis no Homens & Segredos são disponibilizados livremente na Internet ou cedidos pelos nossos punheteiros, pelo que, não temos qualquer responsabilidade sobre eles. No caso de algum dos elementos ter sido colocado indevidamente, envia-nos o teu pedido e a respectiva justificação para efetuarmos a sua remoção.

Amigos

domingo

Leo e Deco, dois latinos calientes


LJ Presents Leo & Deco brought to you by PornHub

Tipos de Pênis: Confira as melhores posições para cada tipo



Tipos de Pênis, Pequeno, Fino, Torto, Grosso, Grande. Confira as melhores posições para cada tipo.



Falando em tamanho do pênis, o Blog Man for Man vai mostrar um entrevista com o ator mais dotado cenário porno do Brasil. Acompanhe o vídeo a seguir:

Quer ser ator pornô?


  Quer ser ator pornô? Conheça 10 dicas ensinadas por astros da indústria 

Os atores pornôs Colby Keller e Dale Cooper fizeram um vídeo especial para site ManHunt, em que dão dicas para você que quer se tornar um astro do cinema adulto.

Confira as 10 dicas e veja o vídeo lá embaixo!


Ah! Se você quiser ver esses dois aí de cima fazendo sexo, passa lá no XPRIDE, nosso blog de pornografia gay. Você vai amar as fotos e o vídeo do casal


1- Enfatize seus dotes! Músculos, sorriso, bumbum, tamanho da ‘mala’… Antes de tudo, tenha segurança com o seu corpo;

2- Tenha um material fotográfico bom! Encontre a melhor luz e chame um amigo com uma câmera boa para clicar suas fotos;

3- Decida se você quer tentar sozinho ou se é melhor procurar um empresário! Os agentes podem conseguir muito trabalho, mas também levam boa parte do cachê, então pense bem;

4- Mande o material para estúdios, produtoras e sites com os quais gostaria de trabalhar! Deixe claro o que curte, o que tem vontade de fazer, endereço e todos os seus contatos;

5- Mande seu material para todos eles outra vez;

6- Mande de novo! Não desista! É natural ouvir nãos ou ficar sem receber uma resposta! Imagina o volume de corpos gostosos e sarados que as produtoras recebem todos os dias;

7- Pense no que vai dizer aos familiares e amigos! Ficar no armário nessa profissão não é uma boa estratégia, pois cedo ou tarde as pessoas irão saber! Esteva preparado para atenção que irá receber, seja ela positiva ou negativa;

8- Faça porque você quer fazer! Não há outra explicação para entrar nesse negócio que não pela própria vontade e pelo interesse nesse tipo de trabalho;

9- Esteja seguro do que topa e aceita fazer antes de assinar qualquer tipo contrato! Assim você se previne de possíveis surpresas desagradáveis durante as gravações;

10- Seja você mesmo e divirta-se! Ser um ator pornô é divertido, mas não deixa de ser um trabalho sério! Se você for autêntico isso irá transparecer e agradar no vídeo.


Abaixo assista a entrevista onde os atores dão dicas de como ser ator pornô (o áudio estar em inglês).



Veias no pênis: Bom ou ruim?



[veins5.jpg] 

Alguns podem achar nojento, outros gostam do efeito visual másculo. Mas as veias saltadas no pênis fazem bem ou mal?

Para que o pênis fique duro é preciso que ele encha seus corpos cavernosos com sangue e para que o sangue chegue é preciso das veias, por isso elas estão lá. Ou seja, não causam nenhum tipo de malefício. Se você não as tem visíveis, também não há problema algum.

[veiasnopenis[3].jpg] 

Quanto as mulheres, elas também ficam divididas quanto a gostar ou não disso. O principal é que o dono esteja satisfeito com o que tem.

Fonte: www.vacextensor.com

Sexo sem penetração




Gouinage: Sexo sem penetração é apontado como tendência entre gays franceses.

“Ser gouine ou não ser?”. Esse é o título de mega matéria da revista francesa Pref Mag sobre a mais nova tendência do sexo gay no país: o gouinage. Em tradução bem livre, gouinage seria algo como gay bolacha, enquanto o gouinage seria o bolachismo. Explicando melhor, o gouinage é o sexo sem penetração, aquele que abarca apenas o oral e as carícias. Ou seja, as preliminares que tomam o papel do sexo em si.


Segundo Marc, barman de 31 anos e um dos entrevistados pela publicação, “a vantagem do gouinage é que você pode fazer com todos, sem levantar a questão do ativo ou passivo. Todos somos gouines, sem distinção”.



Marc relata que, apesar de sempre haver sido ativo, encontrou no gouinage o prazer ideal. “O gouinage é o que chamamos erroneamente de sexo preliminar, mas nós, praticantes, o encaramos como meio para se atingir o orgasmo, com uma sensualidade que não se resume a penetrar o outro sem nenhum respeito pelos seus sentidos. No gouinage, você pode realmente ser você. Já no sexo comum, o ativo é sempre um pouco dominador, um pouco covarde”, afirma o rapaz.


Marc conheceu a tendência de maneira casual enquanto caçava pela Internet. Ao marcar um encontro, o parceiro propôs que fizessem sexo desta forma. “Eu não conhecia o estilo, mas tinha um ar mais cool, com menos pressão e tensão. Nós passamos duas horas na cama durante o dia e nenhuma das minhas transas, até aquele momento, duraram assim tanto tempo. Tornei-me adepto e em meu cadastro online precisei: ´Gouinage ou nada`. Agora, não faço mais que isso”, confessa o barman.

Outro adepto da prática é o estudante de teatro Ben, de 19 anos. “Sempre vi minha sexualidade como algo sujo e a culpa sempre esteve presente. Eu tinha vergonha do sexo, de ir necessariamente para o cu para gozar. Tinha mais vergonha ainda que confessar aos meu parceiros que eu preferia não fazer sexo anal”, completa.

Marc ainda conta à Pref que a penetração não é de todo descartada. “Você pode utilizar acessórios, já que penetrar também faz parte do prazer. Mas a penetração apenas faz parte do jogo. É tão importante quanto tocar, lamber, olhar... O gouinage é uma prática livre, que não tem códigos nem restrições”, finaliza o rapaz.

A nova moda já começa a se espelhar por salas de bate-papo e publicações de sexo na França, crescendo cada vez mais como forma definitiva ou alternativa sexual. A prática também já criou polêmica já que muitos a consideram uma negação do sexo gay em si. Enquanto isso, esperamos para ver se a moda fica ou é apenas mais uma novidade efêmera.

Abaixo assista um vídeo onde vários machos fortões praticam sexo sem penetração:

Como fazer sexo anal?


Tem muita gente que tem duvidas quanto a pratica de sexo anal, e muitas delas nos vamos falar aqui nesse post. Mas a que mais causa horror é a seguinte pergunta:


Como fazer sexo anal sem sair fezes?

O segredo do anal é relaxar e se preparar...

Para evitar dor e sujeirinhas desagradáveis faça o seguinte:
Passe na farmácia e compre um enema para fazer lavagem
Antes do bem bom vá no banheiro, faça todo o Nº2 possível
Daí faça a lavagem, enfie o caninho e jogue soro fisiológico lá dentro até dar vontade de fazer coco de novo.
Dá pra fazer a mesma coisa com umas chucas que são vendidas em sex-shop.
Se limpe e depois lave ela direitinho com agua. Com isso vc garante que não vai sair nenhum cocozinho por acidente.
Com isso você pode fazer na posição que quiser que é só prazer!


Anos atrás, era corrente se dizer entre os homossexuais americanos que, se Deus não quisesse que o homem desse o rabo, não teria colocado o tal buraco na sua bunda. Ora, dentro deste pensamento, todos nós sabemos que, para se dar o rabo, é preciso a contrapartida. Isto é, alguém disposto comer rabos masculinos sedentos por uma boa piroca. Complementando este pensamento, somos levados a concluir que rabo e pau foram feitos um para o outro.
Hoje já se tem o conhecimento de que o “homossexualismo” faz parte do comportamento animal de boa parte dos bichinhos que nadam, voam e andam de quatro. Machos comerem outros machos faz parte até da biologia animal dos mamíferos, como brincadeira de iniciação sexual e para provar o seu poder sobre outros da mesma espécie. Isto fica bem patente entre nossos "primos" próximos, os chimpanzés e gorilas.

A História também está repleta de relatos de homens sendo fodidos por outros. Certas culturas chegaram a um ponto que, para nós, podem parecer requintes, como casamentos entre os do mesmo sexo, aprendizados e iniciações envolvendo felação e engolir esperma e até mesmo o extremo oposto, isto é, homens apartados de mulheres, vivendo um mundo só masculino. Bem aceito em alguns cantos, o comportamento homossexual foi apenas tolerado na maior parte dos casos, embora até tempos recentes ainda fosse comum a idéia de que homens fodiam mulheres e que nada havia de errado no fato de dar a bunda, desde que você fosse apenas menino e rapaz. Entretanto, em outras paragens e épocas, gostar de dar seu belo rosquete podia valer castração, morte na fogueira, enforcamento e prisão, sem contar a marginalização e loucura. Mas isto não diminuiu nem um pouco a vontade de se sentar no pau de machos para uma boa trepada. Apenas foi acontecendo de maneira mais pública ou mais secreta, conforme os tempos assim o permitiam. E independentemente de qualquer cultura ou época, continua sendo um imenso prazer.

Gosta de um bom pau?
Uma das coisas primordiais para que a coisa possa fluir de maneira legal é saber do que se gosta: de ser passivo - levar uma bela piroca na bunda, ou ativo - comer o cu de outros rapazes e homens; ou mesmo de ser versátil: gostar dos dois, dar ou comer. Nada impede também de se gostar de ambos os sexos, independentemente do que se gosta de fazer com um homem na cama. Por exemplo, é bastante comum que muitos garanhões adorem sentar numa bela jeba, sem que isto queira dizer que deixaram de gostar de mulheres. Para tanto, o melhor é ter sempre uma atitude positiva em relação ao ânus e pau alheios. Isto significa que este canal do prazer não é um lugar sujo, culposo e vergonhoso. Esta é a atitude que deve ser encarada em relação ao seu rabo, a de que ele não é a tal fonte dos pecados e perdição; e que não tem nada a ver sentir-se menos homem por gostar menos ou mesmo nadica de nada de vaginas, ou mesmo de penetrar um outro homem. Ou simplesmente porque se resolveu acrescentar o cu como mais uma fonte do seu prazer.
Se a gente parte para dar o rabo para a rapaziada é porque realmente gosta e porque se é homossexual, independentemente se o seu cuzinho nunca foi tocado por quem quer que seja. E que o tal bofe, o dominador, o machão, o que fode e come pode até fazer parte da brincadeira e do acordo com quem se está na cama. Mas que fique claro e evidente que se está ali porque se gosta - e muito - da fruta. Portanto, comece por querer também dar prazer ao seu companheiro ao invés de ficar esperando ser "servido", como se você não tivesse nem aí ou que caiu na cama dele por acidente. Não tenha uma atitude de espera. Mostre para que você está ali, fale, diga, peça e dê dicas.

Conheça o rabo - e comece pelo seu!
Amor próprio é essencial. Por isso, primeiramente, aprenda a admirar um rabo. Comece pela rua e veja quantos traseiros deliciosos da moçada masculina você vê e parta para a sua preferência. Quadris masculinos são mais estreitos e firmes. Alguns são apertadinhos e arrebitados, enquanto outros podem ser mais abertos e generosos, quase que revelando aquele orifício maravilhoso. O mais incrível é que a maior parte dos homens nunca olhou direito o seu próprio rabo, praticamente esquecendo-se dele. Portanto, seja se for dar o rabo ou comer um, a primeira coisa que se tem a fazer é olhar bem para este final do reto, conhecê-lo e ver as sensações que ele pode proporcionar.
Você está tomando um banho bem relaxante. Lave bem o seu cu com água morna e sabonete, inclusive toda a área em volta dele. Enxugue com carinho e busque um lugar confortável, como uma cama ou sofá, e tenha à mão um espelho pequeno, de preferência com cabo, mais fácil de se manusear. Coloque-se numa posição em que você possa ver a sua rodela sem problemas, ao mesmo tempo que o seu pau. Corte bem as unhas e lubrifique um dedo com algum lubrificante à base de água (como K.Y. ou Preserv, vendido nas farmácias) ou à base de óleos naturais, como o coco. Nem pense nas vaselinas e produtos à base de óleo mineral, já que danificam preservativos (por isso, nem é bom que se acostumar com eles).
Depois, enfie seu dedo bem profundamente. Você vai ficar surpreso ao perceber que os músculos do esfíncter são bem mais extensos do que poderia pensar. Aí você já descobriu que pode relaxar e contrair, "piscando" o seu cu de acordo com a sua vontade, o dedo explorando toda a volta do ânus. Se ainda não conseguiu chegar até aqui de uma maneira legal, tente de novo mais devagar e suavemente. Afinal, o cu faz parte do corpo e cada um tem o seu diferente. Uma vez que enfiou o dedo satisfatoriamente rabo adentro, tente sentir agora a cavidade do reto. Ela é um espaço mais largo, maior. Sinta a textura de suas paredes, quentes e delicadas, como uma membrana cobrindo os músculos. Enfie o seu dedo mais arrojadamente várias vezes e perceberá que, se tinha algum medo de dar o traseiro até agora, que a coisa pode ser mais fácil do que se imaginava. Tudo isto deve estar sendo acompanhado pelo espelho.
Muitos homens que ainda não exploraram o seu rabo não têm idéia do quanto isto pode ser gostoso e uma fonte de prazer. Enquanto uma parte deste processo é associar o quanto se pode excitar e dar prazer ao outro, a outra vertente está no prazer de ser penetrado por um cara e desejá-lo profundamente. Fora isso, um pau em movimento dentro do cu pode estimular toda esta região, rica em terminais nervosos e ainda massagear a próstata, outra fonte de delícias. Por isso, uma idéia legal é brincar com o cu do seu parceiro enquanto leva uma boa piroca. Você vai perceber contrações incríveis e perceber uma profunda relação entre a musculatura do pênis e a do ânus. Por exemplo, quando você quer contrair o ânus, este estímulo vai ter resposta no pau, deixando-o mais duro, uma coisa ligada à outra. Portanto, a lição seguinte é perder o medo de tocar ou ser tocado no cu. Nada disso diminui seu sentimento de masculinidade ou seu desejo.

Fique frio e macho.
Desinibindo-se...
Mais alguns dias nesta brincadeira e você poderá tentar introduzir mais dedos em você mesmo. Repita os exercícios desde o começo, relaxando e contraindo, para obter o controle desta musculação. E enfie primeiro um dedo, depois outro, e assim por diante. Se alguma dor ou desconforto ocorrer, se sentir que o esfíncter está mais fechado, recomece as instruções de relaxamento e contração. Cada um tem o seu próprio limite e progressão nas lições. O que se pode tentar também é o uso de um dildo, ou melhor consolo, de material sintético como plástico, vinil ou silicone, fácil de se encontrar em pornoshops e até vendido pelo correio. Se gostou da sugestão, não seja guloso e comece por um modelo mais modesto. Pernas de mesa e troncos de árvores são para os putos dos filmes pornô, não para iniciantes. Um bom modelo para principiar é aquele que tem a forma de um cabo longo e fino, com uma ponta em forma de bola. Outra dica são os anatomicamente semelhantes aos pintos humanos, mas em proporções medianas, tanto no comprimento, como na grossura. Não tenha mais olhos do que cu! Passo a passo, vá introduzindo estes instrumentos no seu rabo, que não só aceitará, como ainda lhe proporcionará um variado e denso prazer.
Um passo importante na desinibição é fazer isto na companhia e participação do namorado ou mesmo daquele amigo que você percebeu que partilha das mesmas preferências e que nesta hora, poderá estar fazendo a mesma coisa. Ele poderá estar enfiando seus dedos ou o consolo no seu cu, enquanto você relaxa ou se mastuba e vice-versa. Vocês ainda podem se excitar assistindo juntos a um vídeo pornô. Ou você poderá se masturbar sozinho usando estes recursos, com dildos ou dedos dentro do cu, movimentando-os ritmadamente com a sua excitação. Mais adiante, poderá sentar-se, de cócoras sobre um consolo. Existem modelos com ventosas, para ficarem firmes no chão ou grudados em paredes. Existem ainda outros com bases grandes, para ficarem retos, em pé.

Cuidado!
Um alerta: nunca, mas nunca mesmo enfie outros objetos no seu ânus, por mais tentadoras que possam parecer as experiências. Garrafas podem se prender e quebrar, bananas, pepinos e nabos, podem partir-se e pior, ficarem entalados no intestino,assim como tubos de desodorante, cabos de ferramentas etc. Seu cu e reto podem ser seriamente machucados e pior ainda, você ter problemas internos com a introdução destes objetos. Fora o vexame no pronto-socorro.
Outra dica: caso você seja muito sensível à dor, é hora de anestesiar um pouco o rabo. Você pode usar produtos à base de xilocaína ou lidocaína, em formulação gel (nunca pomada, que tem vaselina e pode ferrar o preservativo). Quando se diz "um pouco", é porque o excesso do produto poderá abortar qualquer sensação que se possa vir a ter no local. A possibilidade aqui é exagerar na função, agradável na hora e com o rabo dolorido depois.
É comum se ter a sensação de rosca “queimando” depois de um bom exercício anal. Afinal, o local foi muito estimulado, com enérgicas fricções e exercícios de dilatação. Nada dura para sempre. O ardor - ou dor - passa com o tempo e a experiência. Se incomodar de fato, anestesie - mas NÃO DESISTA.
Finalmente: consolos, dildos ou qualquer brinquedo apropriado para o rabo, são como escovas-de-dente, cada um usa o seu. Ao partilhar isso com alguém, o procedimento é o mesmo de um pinto, apele para o látex. Use camisinha neles e se isto for impossível, desista. Eles podem transmitir doenças nada agradáveis e de consequências desastrosas para você. Use, mas não se esqueça nunca de que deve ter cuidados.

A primeira penetração com parceiro
Quando você decidir realmente dar, ser fodido por um outro homem, anote:
Primeiro: não esqueça de escolher um parceiro equilibrado e carinhoso; e, antes de tudo, fale com ele sobre a sua inexperiência. Declarar “nunca dei”, “dei pouco” ou “faz tempo que não dou”, além de fazer a diferença, pode ser mais excitante do que você imagina.
Segundo: disponha de tempo e paciência, são fatores importantes. Por isso, procure perceber se o seu companheiro realmente se envolveu com a sua "causa", e que vai respeitar as suas limitações e tempos, não sendo afoito ou te deixando ansioso.
Terceiro: se você dispuser somente de meia hora para fazer isto, esqueça. Marque noutra ocasião, quem sabe num fim de semana, com umas duas horas disponíveis. Tudo isto vai contribuir para você estar relaxado.
Dar o rabo pela primeira vez implica em duas atitudes, uma física e outra psicológica: a primeira é que você está deixando de ser virgem neste local, se livrando de um bloqueio para o seu prazer. A segunda é saber que ser fodido é parte importante de um processo de fazer amor com homens, não um simples encher a bunda com esperma. Dar o rabo não é uma atitude "menor" ou pior, é simplesmente preferência e opção por um sexo mais pleno e completo, tão gostoso quanto penetrar um homem. Por isso, um clima afetivo e bem humorado, franco, verdadeiro, é mais do que desejável. Preliminares são bem-vindas e podem colaborar com uma atmosfera de intimidade e relaxamento. Se você ficar ansioso, tente repetir com ele as técnicas de relaxar. Entendido?
Não fique parado como um dois de paus, apenas recebendo carinho. Seu companheiro irá gostar e se excitar com o fato de você demonstrar que está curtindo e a fim de prosseguir com o ato. Mostre que você quer realmente dar para ele, falando, fazendo com que ele manipule e toque o seu rabo. Se, por exemplo, ele resolver chupar ou lamber o seu ânus, contraia o esfíncter ritmadamente, aproxime-se de sua língua, facilite o contato com o cu. E se ele pedir para você chupar, enfiar o dedo no rosquete dele, pense: porque não? Vocês são parques-de-diversão um do outro e têm passaportes da alegria para todos os brinquedos. Aproveitem!



Alguns problemas? Lide com eles:

A ereção caiu:
Não se afobe, isto é pra lá de comum nas primeiras vezes (e nas segundas, nas terceiras...). Vocês podem estar com medo de serem cobrados no desempenho ou envolvimento. O nome disto é machismo. Não esqueça do ser humano normal que você é e que por isso pode falhar e se atrapalhar, ou se sentir inseguro. Isto é mais do comum! Um clima de intimidade, sem cobranças, pode favorecer o começar e o recomeçar. Além do quê, há muitas outras maneiras de se gozar com outro rapaz sem se penetrar. Por isso, se a ereção cair antes da penetração, relaxe, passe para outra atividade erótica com o seu parceiro, como chupá-lo ou deixando-se penetrar com os dedos enquanto executa os movimentos de vaivém com a boca. Se acontecer durante a penetração, vocês podem gozar com masturbação mútua ou mesmo fazendo um sessenta e nove. As possibilidades são infinitas e sempre é hora de tentar novo. Ah, não esqueça álcool, drogas e estresse podem comprometer qualquer desempenho. Beijos e abraços fazem, nesta hora, muito mais do que uma birita ou baseado.


Quando ele põe a camisinha, o pau amolece:
Taí um problema bem corriqueiro e comum - 99,9% dos homens passam por isso - e dá para resolver em conjunto. Para aliviar a tensão, você pode tentar colocar a camisinha no seu parceiro, seja com as mãos ou até com a boca (Uau! Mas sem usar os dentes, por favor). Embora a maior arte das vezes a coisa se resuma em inibição e nervosismo, o problema pode estar também no preservativo. Peça que ele mude de marca, experimente vários tamanhos e o produto com o qual melhor se adapte. Em princípio, ele não pode apertar demais, nem ficar largo a ponto de sair e gerar insegurança. Ao colocar o preservativo, passe antes um pouco do lubrificante no pau dele, para desenrolar melhor. E não seja apressado: só coloque com o pau bem duro.


Meu pau e o dele dói quando está penetrando:
Pode ser quer seu parceiro apresente alguns problemas "de fábrica", como freios - aquela pele que puxa o pênis para o lado ou para baixo; fimose - quando não se consegue expor a glande externamente de maneira total ou parcial; ou mesmo "peironie", isto é má formação do membro, de modo que ele entorta para os lados, para cima ou para baixo, doendo e dificultando o ato sexual. Para os dois primeiros casos, a solução é cirúrgica e não mata ninguém. O terceiro caso é mais complicado e requer tratamento apropriado com um médico urologista. Mas nada disso é impedimento para outras e variadas formas de satisfação com o parceiro.


O pau dele é muito pequeno:
Na maior parte das vezes é você que o vê assim. E tamanho do pau nada tem a ver com amor e desejo. Depende do gosto de cada um, como a atração por de outras partes do corpo. Desencane! Tem gente que adora ser fodido por paus menores e mais finos. Se o seu parceiro apresentar uma dificuldade qualquer quanto a isso, não titubeie. MINTA, descaradamente e diga que é um problema que ele tem de superar (esta parte é verdade). E procure paus maiores e mais grossos para a próxima, se você acha que é isso o que conta. A humanidade é toda diferente. Viva essa diversidade!


O pau dele é enorme:
Lindo de se ver, difícil de se usar não é? Todos bem que querem, mas quem se habilita... Mais uma vez o que vale é a paciência e a interação com o parceiro. A capacidade de dilatação de um rabo é positivamente fantástica e você nem pode imaginar o quanto. É ir pé-ante-pé ou melhor centímetro-a-centímetro, abusando do lubrificante e do anestésico. E colaborar para que o outro respeite seu lado. Diga a você mesmo: não existe o tal “pau impossível”. Diga a ele: “paciência, que entra!”.


Meu rabo dói ao ser penetrado:
Você pode não estar relaxando como deveria. Recomece, se for preciso, pacientemente. Dê tempo para seu cu acostumar com o cacete dele, antes de começar a transar de fato. Se nada disso adiantar, anestesie. Use os produtos à base de xilocaína ou lidocaína, em formulação gel. E mais uma vez atente que somente anestesie "um pouco". Gel em excesso pode tirar sua sensação de sensibilidade local.


Meu rabo dói durante a penetração:
De novo, você pode não estar relaxando o suficiente. O jeito é recomeçar, depois de um tempinho, para que a dor passe. Você tem duas “passagens”, que devem estar relaxadas. O normal, no caso delas, é estarem contraídas, exatamente ao contrário de qualquer outro músculo! Mas resistem à invasão por tempo limitado. A primeira, o esfíncter, resiste por uns 1 ou 2 minutos no máximo. Isto significa que se você bancar o firme e agüentar a dor e/ou desconforto, o pau dele vai ultrapassar esta barreira. A segunda “etapa”, mais interna, é a da entrada da caixa do reto. Ela é mais dura na queda, seu tempo vai de 1,5 a 5 minutos. Mas também pode ser arrombada e daí por diante tudo é prazer. Outro fator é anatômico: rabo “curto” ou pistola muito “longa”. Durante a transa, o final da caixa do reto é incomodada. Aí, o jeito é uma penetração menos profunda. Mas até a isso se acostuma, fique certo. Dê tempo ao tempo. E dê muito.



Cuide da saúde
Devido ao risco de doenças muito sérias, evite tomar contato com os fluidos corporais do parceiro, por mais saudável que ele possa parecer. A contaminação não é coisa perceptível numa transa. Assim evite, primordialmente entrar em contato com esperma, urina e fezes com suas mucosas (olhos, boca, língua, ânus, pênis etc.) ou lugares passíveis de ferimentos (como mãos, lábios etc.) ou de micro ferimentos (rosto recém barbeado, partes do corpo recém depiladas, aparadas ou raspadas, gengivas com sangramento freqüente ou aftoses etc., etc.). A melhor maneira de evitar isso é usar um filtro impermeável - latex ou poliéter - que bloqueie o contato com material possivelmente contaminado, que não iniba as sensações e o prazer. Tais como: camisinhas ou filtro de poliéster, aquele de cozinha, usado para embalar alimentos.
Preservativo ou camisinha é parte técnica e prática, quanto antes aprender, melhor para você e seu parceiro. Nem pense em transar sem, mesmo você fazendo papel de ativo. Embora o parceiro passivo esteja mais exposto, existe risco grande, sempre, de se pegar DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) ou até contaminar-se com AIDS/HIV. Dispensar borracha é roubada certa.
Para colocar o preservativo corretamente, esteja de pau bem duro. Peque pela pontinha, aquele biquinho que é o depósito de esperma, para quando você ejacular e coloque em cima da glande. Vá desenrolando com cuidado e cobra o corpo do bimbo, até o finalzinho. Depois de gozar, retire com cuidado e dê um nozinho, para a secreção não escapar. Você pode usar um pouco de gel lubrificante no pau, para desenrolar melhor.
Quando usar? Sempre. Na hora de qualquer contato genital, envolvendo pau+cu, boca+cu, boca+pau, o melhor é usar camisinha. Até para chupar? Sim e não. Embora existam grandes controvérsias a respeito, enquanto os cientistas discutem, o melhor é prevenir. Chupando ou sendo chupado, sempre faça com camisinha. No caso de sexo oral no rabo, use o filtro de cozinha. Tudo pode incomodar no começo e ser difícil de se adaptar. Mas insista. A questão é só acostumar e incorporar no seu cotidiano de sexo. Não coloque em risco a sua saúde e a do seu parceiro.



Dicas essenciais:
Ande sempre com camisinha. Pode sempre rolar alguma transa e aí você estará prevenido.
Camisinha e gel são itens necessários. É bom não economizar, tenha sempre em quantidade e à mão.
Use e abuse do lubrificante na hora de transar. O atrito pode danificar o látex.
Use sempre lubrificantes e anestésicos à base de água, em formulação gel. Outros, em pomada, contém vaselina, originário do petróleo, que danifica o látex.
Cuidado ao abrir o envelope do preservativo com os dentes, assim como ao chupar o pau. Eles podem perfurar a camisinha.


Posições, para começar...
Antes de deixar-se penetrar, unte pouco o pau dele, com saliva ou gel à base de água, coloque a camisinha e depois lubrifique abundantemente, tanto o pinto como o cu. Algumas posições são melhores, nesta primeira penetração. Uma delas é deitar-se lado a lado e deixar que ele introduza o pau na sua bunda, aos pouquinhos. De positivo, é a possibilidade de um relaxamento total, sendo penetrado bem passivamente (“de ladinho”ou “serrote de veludo”). O lado negativo é que nem sempre a anatomia retal ajuda e o iniciante pode se assustar e ficar ansioso, por não ter o controle da situação.
Por essas e outras, vários preferem sentar de cócoras sobre o pau, com o companheiro deitado de costas (“sentada”, “engole espada” ou “apaga charuto”) Pode-se sentir o quanto o membro alheio se introduz rabo adentro... Neste caso, a penetração pode se dar muito rápida, assustando o principiante. Por outro lado, a posição tem vantagens de encaixe anatômico, principalmente se os dois estiverem de frente um para o outro. E nada a se assustar: muitos de nós acomodam paus de grandes proporções - imensos mesmo - no cu e esta é uma das formas mais favoráveis de se fazer isto. Similarmente, as posições já podem ter sido treinadas antecipadamente com consolos...
Uma terceira opção é intermediária entre as duas. Deitado de costas, mas com os pés apoiados na cama ou com as pernas sobre os ombros do parceiro (na famosa posição de "frango assado"), vá se acomodando devagar sobre o cacete do parceiro. Ele deve estar sentado, de pernas abertas, tentando introduzir o seu pau, ao mesmo tempo. A grande vantagem desta maneira é que permite muito apoio para ambos, e também a possibilidade de se mexer de modo excitante, rebolando, pondo e tirando, segurando os quadris e balançando, mesmo pulando sobre o colchão, aproveitando o movimento deste para introduzir o pinto. Se, por acaso, doer, PARE, seja qual for o momento. Retire o pênis da bunda, espere alguns momentos, faça massagens de relaxamento com os dedos e recomece.

“Acidentes” acontecem!
"Acidentes" ou “cheques” também podem ocorrer, do tipo sujar a camisinha com resíduos fecais. Para driblar isso, em primeiro lugar pense com o que você está mexendo e o que pode sair deste buraco. Cocô não é algo maravilhoso, mas vocês devem saber muito bem onde estão cutucando. Se o seu parceiro é também iniciante, nada mais normal. Com o tempo, você terá mais controle destas situações. Neste caso, nada mais natural do que se lavar ou simplesmente substituir o preservativo, ou até um banho a dois, dependendo da “extensão” do problema. Conviva com isso: nada de dramas ou comentários, ok? Não se permita ser debochado ou caçoado. Aconteceu e pronto! A explicação está no processo de adaptação da cavidade retal e isto faz parte. Durante as primeiras vezes, é comum a sensação de sentir vontade de defecar, e realmente até ter que se fazer isso. É normal que esta sensação passe depois de umas primeiras vezes. Aí seu companheiro também já terá aprendido a relaxar por completo e a discernir as sensações...

Excitando-se, para relaxar:
Mesmo que você passe por esta primeira prova, é interessante que você se declare inexperiente, que foi fodido umas poucas vezes, mas quer muito ser comido agora, já, imediatamente. Isto se diz antes de começar qualquer foda, pelo menos nos primeiros tempos. Ajudará a ajustar o homem que você escolheu à sua situação. Pela mesma razão, evite as trepadas rápidas, já que a ansiedade e a falta de tempo podem frustrar. As regras básicas a seguir exigem do seu autocontrole, tranqüilidade e do posse da situação. E o companheiro deve fazer sua parte, instruindo como relaxar, ensinando a ficar em paz e a fazer tudo corretamente, preparando o clima para que a experiência seja boa.
Pessoas tensas costumam achar que o seu corpo também é tenso, rígido, com os músculos contraídos. Ansiedade não é a mesma coisa que tensão muscular, mas não dá pra ficar com corpo relaxado estando ansioso. Procure, portanto, criar uma situação confortável, com meia luz, lugar gostoso para se transar etc. Sempre que estiver tenso, procure conversar, parando e recomeçando em seguida, sempre participando ao companheiro a sua intenção de prosseguir. Doeu? Não tem importância, dê um tempo e reinicie.
As preliminares podem envolver os exercícios de relaxamento. Por exemplo, enquanto se está com os dedos ou um consolo no ânus, você pode chupar seu companheiro; ele pode estar chupando o seu rabo e brincando nele com os dedos, enquanto você chupa o seu pau; ele pode fazer "blowjob", ou seja, chupar o seu pau com bastante saliva e introduzir os dedos no mesmo ritmo; ou ainda masturbar e brincar com os dedos, explorando ao outro mutuamente.

Sendo penetrado - dando o rabo de fato.
A primeira tentativa de penetração deve ser sempre gentil e devagar. De preferência, você, que vai ser comido, tomando a iniciativa. Isto quer dizer que você se enraba no pau dele e não ele a você. A seguir, vai-se introduzindo aos poucos o cacete, trepa-se com ele só parcialmente enfiado, por algum tempo. Vai-se buscando uma penetração mais funda, sempre com paradas, para não sentir dor ou qualquer desconforto, permitindo que o rabo se adapte a cada momento, se acostumando com o delicioso invasor.
Com a maior parte do pau dentro do cu, já é possivel partir para outras posições mais ousadas, onde o pau vai massagear a próstata de mil maneiras. É aconselhável sempre tirar o pau de dentro, quando variar de uma posição para a outra, sob o risco de machucar o companheiro. Caso contrário, movimente-se pouco, lentamente e com cuidado. O pau do seu companheiro é também frágil e pode ser seriamente machucado em caso e movimentos muito bruscos. Por isso, esqueça acrobacias e trate bem dele.
"Gozar junto" é outra questão que pode não se ajustar. É provável que ele goze antes. Mas você pode se masturbar ou ser masturbado com o membro dele dentro de si, o que pode ser bem gostoso.
Quanto à dor da penetração, é difícil não senti-la nas primeiras vezes, mas rapidamente isto pode se resolver e até mesmo ser prazeroso, como um detalhe da coisa. Muitos de nós sentimos a dor e não desejamos parar a trepada, associando isto à foda em si. Anatomias diferentes fazem com que muitos tenham cavidades retais menores do que outros, fazendo com que paus portentosos doam. Mas isto também é paciência, perseverança e adaptação. Nada com que se assustar.



E agora, preparado? Que tal ir para a prática?
Quando conseguir sua tão sonhado penetração no anus, conte para nós. Estamos aguardando seu conto no Blog Homens & Segredos.

sexta-feira

Vamos fazer circle jack?

Alguém aqui curte uma brincadeira entre héteros? Curte praticar mão-amiga, circle jack? Então vamos nos juntar e buscar o prazer juntos.

Abaixo assista um vídeo inspirador para quem ainda tem duvidas se participa ou não.


Eu tenho coragem, só falta a oportunidade.

quinta-feira

Castro e sua mosntruosa pica

punhetando a dois

Dois coroas maduros embarcam numa maravilhosa mão-amiga

Boys batendo punheta

]

Parceiro-GP Arthur Mancini

Me chamo ARTHUR MANCINI, tenho 21 anos 21cm , sou natural de São Paulo e está em pequena temporada em Salvador! fico aqui somente até dia 3 de Abril!

Tenho local e moro sozinho aqui na Pituba local super discreto e sigiloso para atende-lo com máxima discrição possível

Ativo liberal , curto de tudo na cama , não tem frescuras , também beija , massageia , e faz oral! Não deixe de conhecer esse garoto, pois ele tem o seu diferencial!!!!


me liguem (71) 9251-3022

VEJAM TAMBÉM OS MEUS VIDEOS DISPONÍVEIS  NO MEU BLOG: www.arthurmancini.com

Confira abaixo as fotos de Arthur, feitas pelo remado de nús masculino BAUER:














Abaixo assista dois super videos do cara mostrando seus atributos:


quarta-feira

Apanhados da Semana (4/1/2010 - 10/1/2010)


Esta semana temos um punheteiro que não conseguiu conter o entusiasmo, e punhetou disfarçadamente num cyber-café por debaixo da mesa, mas isso não impediu que fosse apanhado pelas nossas câmaras!
E tu, já apanhaste alguém a punhetar? Partilha connosco as tuas experiências.





E já sabes, se tens imagens, vídeos,etc. que queiras ver no teu Clube Punheta, envia-nos para blogclubepunheta@gmail.com

Ficamos também à espera dos teus comentários e opiniões.

Boas Punhetas.

A PRIMEIRA VEZ DE UM HOMEM CASADO





            O conto que vou narrar aqui, aconteceu há alguns dias atrás, mas antes de começar, vou me apresentar: meu nome é Pedro, sou casado, pai de 03 filhos, Administrador de Empresas, 40 anos, branco, olhos azuis,  moro no interior de São Paulo, cuja cidade prefiro omitir o nome. Mesmo casado e levando uma vida tranquila, sempre tive muito tesão por homens, algumas vezes eu me surpreendia vendo aqueles vídeos pornográficos na internet e acabava por me masturbar.
            Uma tarde, entrei na net, naquelas salas de bate-papo, pra ver se encontraria  alguém que estivesse a fim de realizar todas as minhas fantasias e que não eram poucas, embora estivesse sem esperanças, porque sou muito tímido e como nunca tinha estado com um homem antes, não sei como seria. Conversei com alguns carinhas lá e cheguei a marcar com um ou dois, mas nada aconteceu. Porem numa dessas conversas, conheci o Carlos, nome que me deu no chat, de acordo com sua descrição, era branco, mas com a pele queimada pelo sol, já que ele trabalha em uma chácara nas proximidades da cidade, casado também, pai de 04 filhos, 45 anos, marcamos e fui era noite e confesso que estava meio receoso, já que marcamos na casa dele, que ficava longe pacas do centro da cidade, com alguns telefonemas me orientando, consegui chegar. Ao descer do carro, me deparei com um sujeito mais baixo do que eu, com uma camisa azul e uma calça jeans, que por ser muito larga, dava uma impressão de está caindo, não era bonito, o típico peão de roça, que foi logo me mandando entrar, os primeiros passos para dentro daquele barraco, me assustava ainda mais, meus pensamentos ferviam em minha cabeça, o medo tomou conta de mim, mas ao mesmo tempo, o que podia eu fazer?? Já estava ali mesmo, vestindo um terno cinza, com sapatos brilhantes, acho que quem olhasse, notaria imediatamente o contraste que se fez ali. Dentro do barraco ele mandou eu sentar num sofá que havia ali, enquanto ele foi para dentro, que não sei fazer o que, em alguns minutos ele voltou, e se sentou ao meu lado e com tom de voz baixa mas firme, disse-me: então você é virgem? eu balancei a cabeça afirmando, ele retrucou: hoje você vai sentir uma rola entrando em você, e ficou de pé na minha frente, com minhas mãos eu abracei-o pela cintura, já que ele estava em pé e eu sentado, fui direto ao zíper daquela calça e com muita facilidade a calça desceu, deixando a amostra, um belo corpo masculino, cabeludo e com uma cueca slip, apertadinha que mostrava o volume que se fazia ali, não me fiz de rogado, beijei a rola por dentro da cueca, acariciei por alguns segundos, senti que o volume ia crescendo em meu rosto, então com muita delicadeza e bem devagar, tirei a cueca dele e fui vendo, cm a cm o que ia surgir na minha frente, aquele pau, lindo, cabeça vermelha, comecei a chupar, parecendo um meninão que não via o bico há horas, quanto mais eu chupava, mais aquele pau crescia na minha boca, Carlos me pede para tirar a minha roupa também, pois eu ainda estava de terno, obedeci sem nenhum pudor, estávamos ali naquela sala humilde completamente nus, me esfreguei muito nele, chupei seu pau, que naquele momento tinha todos os sabores jamais imaginados. Depois de algum tempo, ele me perguntou como eu queria ser penetrado, eu respondi que deitado em uma cama, fomos a um pequeno quarto ao lado da sala onde estávamos, ele me colocou de bruços, pôs uma camisinha e passou um gel no seu pau duríssimo e no meu cu, que já ardia de tesão, mas quando ele forçou um pouco a entrada, a dor foi insuportável, pedi a ele que parasse, ele educadamente o fez, embora sua aparência de matuto, era um verdadeiro cavalheiro. Deitei de barriga para cima e pedi para que ele viesse para cima de mim, ficamos ali abraçados alguns instantes, enquanto eu tentava esquecer a dor que se fazia no meu cu, na mesma posição em que estávamos, formamos um papai-e-mamãe e de novo ele começou a penetrar, a dor era horrível e parecia que todo meu corpo estava sendo partido ao meio, pedi mais uma vez para ele parar, mas desta vez aquele cavalheiro parecia não me escutar, pois embora ele estivesse dizendo que estava parado, eu sentia aquela coisa imensa entrando em mim, ele ainda disse: você pode gritar a vontade, eu me senti como se estivesse sendo estuprado, mas ao ouvir aquela voz dizendo que não pararia, me rendi percebi que ele já estava todo dentro de mim, então ele começou o vai-e-vem, e a dor foi dando lugar ao prazer, ele disse depois de alguns instantes que já estava quase gozando, segurei ele pela bunda com uma mão e com outra fui me masturbando e gozamos juntos. O som que saia daquela garganta no momento do gozo, ficou perpetuado em meu ouvido, como musica.
                        Sinto muita saudade do Carlos, visto que não nos vimos mais, pois a esposa dele que estava fora da cidade voltou com os filhos e ele não quis ir comigo a um motel. Aquele peão que me fudeu como um cavalheiro, ficou com meu coração também, estou apaixonado por ele.
Se vocês gostaram me escrevam: umcaralindo@hotmail.com

terça-feira

Transando com o barbeiro

Suruba excitante entre quatro marmanjos

Gemidos e Sussurros

Continuando com o resgaste dos filme eróticos de antigamente.

Trazemos mais um sucesso das telonas nacionais, desta vez que faz estreia é o Filme do gênero que se consagrou no Brasil, a Pornochanchada, é o longa Gemidos e Sussurros de 1987.


Abaixo, assista o filme completo.

Parceiro-Tetovari Misterx


Tetovari Misterx 

<boytetova172@gmail.com>

A Fazenda da Sacanagem

Transar com um peão de fazenda é o sonho de muita gente, e esses dois são bem diferentes dos peões que imaginamos... talvez até em alguns aspectos, melhores... com certeza essa brincadeira entre o branco e o moreno foi espetacular...

domingo

Moreno dotadão metendo no amigo rabudo

Trabalhando o dotadão recebe visita de um amigo safadinho, bolado por não ter comido nenhum cu esses dias ativo bota passivo pra chupar seu enorme pau, logo depois da uma linguada no cu do carinha e deixa ele doido, logo dotadão mete nesse guloso rabo, ativo soca com vontade, terminando gozando muito leitinho nas costas do safadinho, que goza logo depois... que visitinha maravilhosa em...

sexta-feira

Preto e Branco

Parceiro- Acompanhante de luxo GUSTAVO MALDOVICK

Acompanhante de luxo GUSTAVO MALDOVICK, tenho 23 cm de dote , sou de Belem do Para , e me tornei acompanhante de luxo em São Paulo, porem moro atualmente em Ipanema , Rio de Janeiro  , Já viajei por 15 estados do Pais  como acompanhante, confesso que foi muito complicado no inicio , porem hoje sou reconhecido,meu blogger esta entre os 05 melhores blogger de acompanhante no Brasil.
Abaixo confira as fotos do garoto e no blog dele tema mais fotos:





Você inda pode conferir o blog do rapaz clicando nesse link:




domingo

O Garoto Perfeito

Dany Lopez


Argentinos gay Dany Lopez transa com seu pai



George dotadão e Gabriel

Gozada de uma semana


O que é gozar?


Ejaculação é o instante em que o macho ejeta o sêmen, geralmente, através de um órgão copulador.
Podendo ocorrer durante uma estimulação sexual, como o ato sexual quando deposita seus gametas no interior da fêmea ou durante a masturbação, assim como durante uma polução noturna que ocorre durante o sono.
Reprodutivamente, este processo tem como objetivo fecundar a fêmea e assim criar uma nova vida, perpetuando a espécie, mas pode ocorrer de forma recreativa durante a masturbação, ou ainda de forma acidental como na polução noturna.
O processo de ejaculação ocorre com uma sensação muito intensa, representando assim o clímax do orgasmo masculino, sendo extremamente agradável e satisfatório.
Fonte: wikipedia.org

Abaixo assistam diversos videos de caras que esbanjam uma gozada deliciosa. Até aprece que estavam a semanas se gozar.

sábado

O Chefe malhado de quarenta anos


Trabalho em uma loja e tenho como chefe um homem de 42 anos, mas que aparenta uns 35, um cara muito bonito, corpo bem definido, sarado, moreno, um tesão mesmo, chama-se Marcos. Sexta-feira antes de fechar a loja ele me pediu se poderia ficar trabalhando sábado à tarde para darmos uma organizada na loja, disse que não teria problemas, ele me explicou que a loja estaria fechada e que ele precisaria de um funcionário para ajudá-lo a organizar algumas coisas.
   Fechamos a loja sábado de manhã e combinamos para as 13:00 horas estar de volta, cheguei uns 5 minutos antes, seu carro já estava parado na frente, bati na porta e ele logo veio atender, abriu a porta, que visão estava sem camisa, pois fazia bastante calor, ele disse entra cara estamos sozinhos, entrei ele fechou a porta e a cortina, começamos a organizar a loja, ele estava só de bermuda preta que ficava toda hora caindo e deixava a mostra sua cueca branca, aquilo foi me dando muito tesão, já estava com o pau duro. Certa hora ele disse: Esta com calor Lucas? Respondi que sim, ele disse então, tira a camisa ai cara, fique a vontade, não poderia recusar a ordem do chefe.
   Já era umas 3 horas da tarde quando terminamos de organizar tudo as coisas e então ele disse: Chega aqui Lucas, na hora gelei, nos fundos da loja havia um banheirinho pequeno e uma geladeira, abriu a geladeira tinha umas 15 cervejas, ele disse só vai embora depois que tomarmos todas elas, dei um sorriso e concordei, sentamos lá nos fundos da loja e começamos a beber aquelas cervejas e ele me contando de sua vida, suas aventuras com sua esposa e tal, quando vai alcançar um copo de cerveja pra mim e sem querer derrama em sua bermuda, deixando-o todo molhado, então ele fala: Puta cagada cara, olha ai me molhei, e pede pra mim se teria algum problema se ele ficasse só de cueca, já que sua bermuda estava toda molhada, disse que não havia problemas, então levantou e tirou sua bermuda, que visão maravilhosa, aquele homem corpo super sarado só de cueca branca na minha frente, ele estava com o pau dando sinal de vida e pelo visto não era nada pequeno.
   De repente ele me disse que estava com vergonha de estar só de cueca e pediu se eu não queria tirar minha bermuda também, nessa hora já tínhamos tomados umas oito cervejas, falei que não dava pois estava sem cueca, ele riu e disse que adoraria me ver pelado, fiquei sem resposta. Então ele passou a mão em cima do meu pau e disse: Esta sem cueca ou esta de pau duro? Não respondi nada, apenas peguei sua mão e levei até meu pau, ele pegou no meu cacete e apertou, larguei aquela cerveja e dei um beijo naquele homem maravilhoso e ele correspondeu.  
   Ele foi logo tirando minha bermuda e minha cueca, me deixando pelado, ate esse momento pensei que seria comido pelo chefe, mas me surpreendo quando ele olha para meu pau que já estava bem duro e diz: Que beleza de pau moleque, vou querer ele todo pra mim, eu ri e disse que era todo dele, foi o tempo de falar isso e ele caiu de boca, mamou gostoso, tirei sua cueca e fui enfiando o dedo em seu cuzinho, ele gemia gostoso, chupou meu pau uns 5 minutos, levantou com a boca toda melada e disse: Me fode, virei ele de quatro dei um tapa naquela bunda gostosa, pedi se ele tinha uma camisinha e respondeu que tinha, mas estava no carro, mas disse que queria que eu o comesse sem camisinha, pois queria sentir meu liquido quente em seu rabo.   Molhei bem a cabeça do meu pau e seu cuzinho e comecei adentrar, ele gemia gostoso pedindo mais, comecei a meter mais forte, e ele dizia: Vai Lucas, me fode gostoso garoto.
   Não levou muito tempo e logo gozei, gozei muito naquele rabo quente. Tirei meu pau do seu cu e ele pediu para me chupar, então começou um boquete e eu o ajudava empurrando sua cabeça contra meu pau chupou gostoso até que eu gozasse de novo, gozei em sua boca, e ele bebeu tudo, não desperdiçou nenhuma gota, levantou-se a foi até o banheiro se lavar. Voltou e disse que tinha adorado a foda, mas que precisava ir pra casa, vestiu-se me deu uma carona e fomos embora, no caminho disse que o que tinha acontecido teria de ficar só entre nós, pois ele era casado e tinha família, então respondi que ficaria calado desde que aquilo se repetisse mais vezes, então ele disse que teríamos mais tardes iguais aquelas.
   Deixou-me em minha casa e foi embora, segunda fui trabalhar normal, na hora de ir para casa, disse que queria falar comigo, então fiquei esperando ele fechar a loja, quando foi todo mundo embora ele fechou a porta, me chamou até o caixa e me deu 50 reais, perguntei para que era aquilo, ele respondeu que era uma recompensa pelos bons trabalhos prestados sábado a tarde, tentei recusar mas ele disse que era pra mim aceitar. Novamente me levou pra casa, mas dessa vez não rolou nada. Depois disso, sempre que ele quer meu cacete ele me leva ao motel, até hoje não pediu pra comer meu rabo, apenas quer que eu foda seu cuzinho. Hoje sou o funcionário preferido do senhor Marcos, além do meu salário normal da loja sempre me paga pelos serviços extras e ainda me apresentou alguns amigos que até então eu achava que eram machos.
Se você gostou do conto comenta ai e se quiser algo mais e com sigilo, só manda e-mail llucas_23@hotmail.com

Abaixo assista o vídeo que retrata bem essa situação:

Envie o seu conto Erotico para nós publicar aqui no site. 

Marcelinho e o Homem da Floresta

Uns amigos foram passear na floresta, tomar um banho de cachoeira (o que cai muito bem nesse calor) e na volta nem perceberam que um homem que mora na floresta acabou entrando no carro. Na cidade grande o moreno, musculoso, com capacete de chifre e tanguinha, ficou curioso com a casa, observou os detalhes, passou a mão nos objetos e seguiu explorando o local. No segundo andar, adormecido está nosso querido Marcelo Lagoas, que acorda animado com o moreno delicioso ali na frente dele. Não é um sonho, é realidade e o Marcelinho vai mamar gostoso o pau do cara e vai dar o cu com todo o prazer pra esse moreno maravilhoso.

mamada deliciosa

ai se essa chupada fosse em mim!

Flavio (gemeos) na cam mostra o pau

Um dos irmãos gémeos mais famosos da TV também embarcou na onda e resolveu mostrar o pau na web cam.
Confira o vídeo abaixo e certifique-se o tamanho do membro do gato é compatível com o resto da beleza do moço.

Irmãos gêmeos mostram o pau juntos

Esses jovens e gostosos irmãos são gêmeos, e foram flagrados batendo punheta juntos na webcam.

Suruba excitante entre quatro marmanjos

Blair and Calvin Rubbing